Mais discriminada no Masterchef será a grande finalista do programa

Dayse Paparoto, vítima de preconceito no reality show ‘Masterchef Profissionais’ 2016 será uma das grandes finalistas e já é uma das preferidas na internet que vibrou com a classificação.

O reality show da TV Bandeirantes ‘Master Chef Profissionais’ terá como grande finalista que acontecerá na próxima terça-feira dia 13 a Chef Dayse Paparoto. A paulista irá concorrer com o chef Marcelo Verde, o eliminado da etapa semi-final do programa foi o Chef Dário Costa, em uma prova desafiadora que encarregou os participantes de cozinhar com produtos 100% orgânicos, vindos diretamente do campo. Dayse surpreendeu a todos escolhendo um prato sem proteína, uma decisão arriscada que a deixou insegura porém bem-humorada, com um prato de ravioli de cenoura com queijo e espuma de brócolis com manjericão. A escolha da Chef rendeu bons elogios juntamente com o dry aged caramelizado com purê de alho do Chef Marcelo, que garantiu que ele subisse ao mezanino, como o melhor prato. Já o prato de Dário, um dry aged com batata, espuma de queijo e chutney de frutas vermelhas foi criticado pela falta de harmonia dos elementos.

 

Dayse então disputou a última parte com Dário que tinham a missão de fazer um prato clássico da Rússia, o coulibiac, que pegou todos de surpresa com a tamanha complexidade que exige a preparação do prato que se trata de uma massa folhada em formato de peixe com com recheio de salmão e risoto de espinafre, a Chef levou a melhor na prova e garantiu seu lugar na semi-final.

 


Dayse nessa edição do programa foi vítima de preconceito por parte de alguns de seus oponentes no jogo só pelo fato de ser mulher, vídeos que evidenciam tamanha discriminação alcançaram milhares de visualizações e causaram grande revolta dos usuários contra o machismo. Em um deles é possível se ver o alto grau de exclusão e inferioridade que uma mulher pode sentir no ambiente de trabalho mesmo que seja em um espaço composto por adultos e profissionais de carreira, em situações em que foi deixada de lado no trabalho em grupo ou impedida de executar alguma ação principal na atividade que lhe foi imposta na cozinha se vê claramente a tentativa de minimizar o papel da mulher naquele meio. O que fica mais evidenciado é quando tamanho preconceito é externado em palavras de seus companheiros de cozinha quando a recomendam em vez de cumprir seu papel cozinhando ir limpar o chão do local, papel comumente atribuído a figura da mulher como cuidadora do lar.

*Se deseja informar algum erro, adicionar alguma informação que agregue a este conteúdo ou alertar sobre direito autoral infringido por favor CLIQUE AQUI, agradecemos desde já a contribuição.

    comentar:

    Política de comentários:

    Faça o bom uso desse espaço, de forma respeitosa. Comentários anônimos não serão permitidos, ou os que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. A configuração de comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos e etc. serão excluídos pelos moderadores do site sem aviso prévio diante análise interna. Não são permitidos links e propaganda de produtos e serviços.